quinta-feira, 28 de maio de 2015

Você não precisa ser popular para ser feliz

Abri o blog da Bruna Vieira e me deparei com um link para um texto que tinha este título. Não abri o post pois de cara já sabia o que estavam querendo falar ali. É uma coisa que a sociedade impôs e ninguém questiona mais. Reflita: quantas vezes você já parou pra pensar em como sua vida seria muito mais feliz se tivesse um grupo de seguidores, tivesse todas as roupas caras e da moda, todos os caras apaixonados por você, meninas que usam o que você usa e escutam o que você escuta. Ser aquelas típicas garotas de filme americano. Incrível o poder da influência. Ser a mais popular significa mentir e ocultar mil fatos. O ser humano não é perfeito, então é natural não agradar a todos. Mas ser a mais popular significa agradar a todos e fazer com que queiram estar perto de você. Contudo, isso é momentâneo. Dizem que “a mentira tem perna curta”, e no futuro você ficará sozinho com suas falsas histórias. Quando você tenta agradar o mundo, você se esforça e se desgasta. Com isso, uma hora cansa e precisa deixar todas as coisas bestas e idiotas que temos vontade de falar extravasar. Estar cercado de muitas pessoas o tempo todo não garante que você nunca se sentirá sozinho. Muito pelo contrário. Você acaba se esquecendo das pessoas que realmente se importam com você. Amigo de verdade te dá bronca, diz coisas que te faz ficar com raiva e não manda mensagem só quando está prestes a pedir um favorzinho. Quem se preocupa com você, se preocupa até quando isso não vai mudar absolutamente na vida dele. Se você se esconde atrás de mascaras, não será capaz de ter essa pessoa que se importa verdadeiramente e terá a felicidade plena.
Mil beijos,
poneipam

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Sensualidade Fotográfica

No final do ano passado, fizemos uma sessão fotográfica com os amigos para nos despedirmos. A Catharina foi embora, o Fran, a Lyssa e o Bre foram fazer intercâmbio. Sem contar as babys que não estão na foto <3 Não sei vocês, mas achei essas fotos muito cara de campanha de revista. O dia foi bem divertido e demos boas risadas. Acho que até compartilhei fotos do look que eu usei, bem simples, mas tão lindinho <3 Amo vestidos, acho fofo demais, apesar de não usar muito. Outra coisa que vocês vão perceber é a influencia do vento nas nossas fotos.

Mil beijos,
poneipam

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Gravação Adoradores 2

Alô Alô. Neste domingo (17/05) aconteceu aqui no UNASP a gravação do Adoradores Volume 2. A montagem do cenário começou na segunda-feira (11/05) e quem estava lá acompanhando tudo? Sim. Eu. Estava cobrindo tudo para rádio, e porque não compartilhar com vocês, certo? O programa foi incrível. Lindo e super emocionante. O cenário foi montado com muitos vitrais, pois eles queriam passar a ideia de uma igreja. E a iluminação trouxe um brilho. Não tem como descrever muito bem, mas com as fotos dá pra perceber. Quando ao figurino, achei muito lindo. A unica coisa que eu não consegui foi conversar com a responsável pra saber qual foi a base que eles escolheram para a paleta de cores. Saias lápis, midi, longas e tons pastel. Lindo demais. O DVD será lançado em Outubro e eu super indico. 
 Mil beijos,
poneipam

terça-feira, 19 de maio de 2015

Entrevista da Semana: Giovana Michelato

Hoje é terça feira, dia de Entrevista. Sabe aquela pessoa super amável que só por ver as fotos da vontade de apertar? Essa é a Giovanna. Acompanho a moça a um certo tempo e com certeza é a pessoa que eu seria melhor amiga (risos eternos). Quem faz jornalismo tem um espaço no meu coração, então Gi (me sinto íntima, licença) você está aqui. Vem conferir um pouco mais sobre ela.
Você já estudou jornalismo, mas parou. Porque parou o curso e começou direito?
Eu sempre quis jornalismo, sempre foi bem claro na minha cabeça. Mas, quando cheguei no curso “quebrei a cara”… As matérias são legais, aprendi muita coisa, mas a grade do curso era meio “rasa”, não sei se faz sentido pra todo mundo, mas eu me sentia como se não estivesse aprendendo ou até me aprofundando no assunto, e olha que eu fazia parte de vários grupos de estudo. O jornalismo, em geral, não é o mesmo de 10 anos atrás, mas parece que as faculdades demoraram um pouquinho para entender isso e dar uma “atualizada” no curso. Acho que não só as universidades, mas todo o meio jornalistico vai ter que “se encontrar e se reinventar” nos próximos anos.
Direito sempre foi um curso que estava lá, em segunda opção, principalmente porque sempre me falaram que era um curso “pra quem gosta de ler e escrever”. A escolha foi meio natural, pedi transferência interna da PUC e eles deram, já que tinha umas notas boas em jornalismo, o que foi ótimo, porque não precisei fazer vestibular, haha (:

Não é comum encontrar blogueiras que não sejam jornalistas, publicitárias, ou não tenham profissão. Você aplica alguma coisa do seu curso no blog?
Escrever sempre foi bem natural pra mim, então acho que isso que me fez criar o blog, antes mesmo até de entrar em Jornalismo. Acho que acima de estudante de direito, eu sou uma pessoa que ama escrever! Mas, ainda que pareça meio difícil, eu acabo aplicando sim, o que aprendo. A Universidade me ensina muito, tanto sobre as leis, quanto a enxergar as coisas de outra forma, então, querendo ou não, acabo passando isso no blog!

Já passou por alguma situação divertida, marcante, por conta do blog?
Já! HAHA, eu sou muito tímida, toda vez que alguém que eu não conheço vem me falar do blog, que acompanha e/ou que gosta, eu dou uma travada e fico cheio de vergonha! Mas a situação mais marcante que lembro, foi em uma competição de direito que estava participando, que minha “oponente” disse que adorava o blog e me deu os parabéns. Foi um misto de vergonha e felicidade muito esquisito. Fico muito feliz quando lembro <3

Quando surgiu o seu amor por beleza e maquiagens?
Se eu falar que desde pequena eu fui vaidosa, é mentira. Nunca fui chegada em passar cremes e perfumes quando era pequena, mas, conforme foi crescendo e lendo sobre, acabei pegando amor pela coisa. Acho que devo isso à Julia Petit, um pouco, que me ensinou muita coisa, mesmo “de longe”. Comecei a ver os videos dela quando tinha uns 14/15 anos, já gostava de maquiagem, mas comecei a amar muito a partir daí…
Com o tempo fui entendendo que se cuidar, ou até se maquiar, é como um ritual com você mesma. É um tempinho do seu dia que você gasta pra dar “amor para você mesma”. 

Viagens são sempre maravilhosas. Qual a melhor experiência que você ja teve viajando?
Toda viagem é muito válida, mesmo aquelas que são para “ali do lado”, então guardo todas no meu coração, com muito amor e carinho <3 Em Chicago, vi neve pela primeira vez e foi muito emocionante; na Malásia aprendi respeitar as diferentes culturas e amar como o mundo é diferente; na Tailândia me coloquei em contato com a minha espiritualidade. Ah, é difícil falar de tudo, mas eu penso que experiências são as únicas coisas que não podem ser, de maneira alguma, tiradas de nós mesmas. Por isso sempre digo: viajar é um investimento eterno (:

Conte um pouco sobre as suas maiores paixões, incluindo girafas.
Eu me considero uma pessoa meio que guiada pelas emoções, sou meio “ou oito, ou oitenta”, meio ou amo ou odeio. Então é meio difícil falar sobre elas… Eu gosto muito de sentir, fazer coisas que tragam experiências e sensações novas, histórias para contar… Adoro escutar e contar histórias, acho que está aí a graça de viajar até: ver novas histórias. Também gosto muito de ler e de ver filmes, mas olha aí de novo: histórias! Conhecer é sempre fantástico!
Já sobre as girafas… Não sei muito bem como comecei a amá-las, mas elas são tão adoráveis e majestosas. E ela é uma animal muito respeitado na selva, mesmo não sendo forte ou violenta (já que ela não como outros animaizinhos, como o leão, por exemplo, faz!). Só sei que coleciono girafas há um tempão (e não pretendo parar, haha) e acabou virando uma “marca” minha: toda vez que meus amigos veem girafas lembram de mim!

Vocês podem acompanhar a moça nas redes sociais: TwitterFacebook e Blog
Se tiver alguém que vocês queiram saber um pouco mais, é só me avisar. 
Mil beijos,
poneipam

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Look da Bianca: Saia de Couro Plissada + Sapato Masculino

Alô Alô vocês. Look de Fashion Week vale sim. E dessa vez é com a Bianca. Preferi a edição P&B, achei sei lá, mais sensacional. Esse foi o nosso último dia no SPFW, na quinta feira, e a moça usou uma saia de couro preta plissada M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-A, blusa branca com detalhes lindos croped, e esse sapatinho masculino maravilhoso que esta fazendo muito sucesso no momento. Essa bolsa enorme foi ótima, pois agregou todos os nossos convites e embalagens de sorvete pois era bem difícil encontrar lixo por lá. A make estava básica, mas linda. O suficiente para cobrir as imperfeições da pele, marcar o olho e um batom escuro. No final do post tem uma foto colorida para mostrar direitinho. A Bia odeia coque, mas obrigamos a moça a usar, e eu achei uma graça, se o cabelo estivesse solto perderia um pouco a graça do look. Espero que tenham gostado.

Mil beijos,
poneipam

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Look do dia: Saia Vinho + Sandália de Spikes

Alô Alô, a viciada em Looks do dia está de volta. Quem já cansou dessa saia lápis maravilhosa vinho da Forever 21? Eu não. Por isso continuo usando sempre. Dessa vez combinei com uma camisa preta bem larguinha (e totalmente confortável) e essa sandália de spikes da Ellus. Fiz um rabo de cavalo porque chega o final da tarde e o cabelo já está um pouco desgastado né gente? Estou numa vibe óculos escuro e sendo cega, deixando o óculos de grau de lado (aceito lentes de contato de presente, obrigada haha). Simples, básico e bonito. Espero que tenham gostado.

  Mil beijos,
poneipam

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Entrevista da Semana: Mônica Salgado

Nos posts do SPFW falei que tinha conhecido a Diretora da revista Glamour, a linda da Mônica. Tive um trabalho da faculdade na qual tinha que entrevistar alguém de relevância social, e a Moni (já me sinto intima hahaha) foi super fofa em conceder a entrevista. Confira agora.

Mais simpática e dedicada que o instagram apresenta. Mãe super dedicada do Bernardo, tem um casamento que parece início de namoro com Afonso Nigro e diretora da revista Glamour. Mônica Salgado é uma jornalista totalmente competente e dedicada à carreira, e há três anos vem assumindo a carreira de sucesso da revista que é a cara da mulher moderna brasileira. Mônica é um exemplo de que com equilíbrio e dedicação, tudo pode dar certo.

Qual era sua relação com a moda na adolescência?
Bom, na verdade eu acho que tive influencia da minha mãe, porque minha mãe sempre gostou não exatamente de moda, no sentido assim mais técnico do termo. Ela não era insider do mundo da moda, mas sempre foi muito vaidosa. Então acho que isso foi uma influencia legal pra mim. Sempre se enfeitou muito, sempre gostou de se maquiar, andar cheirosa, sempre montada. Então acho que isso me despertou realmente uma conexão com esse universo da estética, da beleza, do se enfeitar.

Como foi sua faculdade e trajetória profissional até chegar a direção da Glamour?
Me formei em jornalismo pela PUC-SP. Eu sempre fui uma apaixonada pelo universo das revistas, sempre foi um universo que me tocou muito, sempre gostei muito. A minha mãe era muito leitora de revistas femininas, então aquele universo sempre me atraiu. Ao mesmo tempo, minha mãe também é professora de português, então eu sempre fui muito ligada em gramática, sempre gostei muito de redação e tal. Então a minha escolha profissional quando eu resolvi, enfim naquele momento aos 17 anos decidi o que prestar, eu não tive muita dúvida não, pra mim sempre foi jornalismo, sempre quis trabalhar com isso. Então pra mim sempre foi muito claro que era o que eu queria fazer. Me formei em jornalismo, comecei a trabalhar com dois anos de faculdade, ai passei por um jornal, fiz estagio em rádio. Acho que fiz meio que assim, uma via crucil: passei por radio, passei por jornal, passei por revista, passei por assessoria de imprensa. Depois eu comecei a fazer marketing. Eu acho que isso me deu uma visão 360 muito legal assim, que contribuiu muito pra que eu hoje conseguisse olhar a Glamour hoje como uma marca, e não só como uma revista, como eu olho.

Quais são os maiores desafios em sua área de atuação?
Bom, eu acho que os desafios são não se acomodar né. Sempre se desafiar, pensar fora da caixa, pensar diferente, não se acomodar nem com o sucesso que graças a Deus hoje a gente tem, com os louros, com os números, não se acomodar em fazer o que simplesmente todo mundo faz porque é assim que se faz. Então assim, questionar, ser impensável, ser curiosa, pensar fora, se perguntar muito: “porque não? Porque não? Porque não? Todo mundo ta indo por aqui, por que que eu não vou por ali?”. Então acho que isso é o desafio maior quando a gente trabalha com criação e a gente trabalha com o encantamento do público.

Qual a experiência mais marcante que você teve atuando como diretora da revista?
A experiência mais marcante que eu tive? Caramba, que difícil. Deixa eu pensar. Olha eu posso te dizer que a experiência mais marcante ao longo desses três anos de Glamour, foi o prêmio Geração Glamour né. Aconteceu dia 26 de março aqui em São Paulo e foi uma noite linda. Foi o primeiro de muitos, vai ser um prêmio anual. Por ser o primeiro, é claro que a gente tinha expectativas altas e não sabia muito bem ali como a coisa ia se desenrolar, e foi lindo, foi uma noite linda assim. Foi uma das noites mais importantes da minha vida, depois do meu casamento, nascimento do meu filho, com certeza ta assim entre o Top 5. Porque eu fiquei emocionada em muitos momento. Eu me senti realizando uma história sabe, coroando uma história de três anos de luta, de suor, de sem saber se a coisa ia vingar, se as pessoas iam comprar esta ideia. Então quando eu vi aquilo tudo acontecendo eu falei: “nossa, deu certo. Caramba, a Glamour é um sucesso”. Foi lindo. 
Você é casada e tem um filho. Como administra o trabalho e a família?
Bem, aos trancos e barrancos como todo mundo, ali né equilibrando os pratos dia a dia. Cara a gente não tem opção. Nós somos mulheres modernas, a gente quer trabalhar, a gente quer ter filhos, a gente quer ser feliz no casamento e a gente vai tentando ali no dia a dia equilibrar isso tudo. É obvio que não é fácil, mas o trabalho me consome muito, porque é isso, é um trabalho criativo, não é um trabalho que segue um horário de escritório, que eu saio do escritório chego em casa e deixo todos os problemas do escritório do outro lado. Então assim, a gente meio que trabalha online quase que o dia todo, o que não é nem um sacrifício pra mim, mas é claro que as vezes a vida pessoal sofre um pouco né, porque é um trabalho de muita doação.  Mas, eu acho que assim, aos fins de semana eu tento ta muito presente, quase sempre eu consigo ta assim só pra eles; levo meu filho na escola quando ele entra de manhã duas vezes quando ele faz inglês, fico com ele de manhã. Então assim, eu acho hoje a minha rotina é muito gostosa. Eu não mudaria nada na minha rotina, eu gosto muito assim da vida que eu levo, do jeito que eu esquematizei as coisas. Ainda que, claro, de vez em quando a professora liga, meu filho ta com febre e eu não tenho como sair para pega-lo, e isso dói, como dói pra toda mãe, mas enfim, faz parte da vida.

Mãe, esposa, diretora. Ocupa tempo, mas continua sendo mulher. Quais são seus principais cuidados com a beleza, corpo, mente e o que mais gosta de fazer para distrair e desestressar?
Os cuidados, nos últimos anos, no último ano principalmente eu me larguei assim, foi um momento estranho pra mim, porque eu sempre fui muito cuidadosa, muito vaidosa. Engordei 8 kgs, tava comendo mal, dormindo mal. Até que em dezembro eu falei: chega!  Vou mudar de vida, acabou. Eu preciso estar mais disposta, eu preciso dormir melhor, eu preciso me sentir mais saudável. E ai eu comecei a fazer um trabalho com uma nutricionista, uma personal e com uma massagista. E hoje eu tenho uma alimentação muito boa; fim de semana dou ali aquela escapada tudo bem, também a gente precisa ser feliz. Mas durante a semana eu to sendo muito regrada. Ainda preciso emagrecer um pouco mais para chegar ao meu peso ideal e to fazendo ginastica praticamente todo dia. E a minha qualidade de vida deu um salto e de verdade eu sinto que renasci, to me sentindo muito bem com meu novo corpo e com estes novos hábitos. E cuidados com a beleza é mais com o cabelo né, que termina tomando mais do nosso tempo. Eu faço reflexo assim, mas na verdade a raiz eu deixo na cor natural então ele não dá tanto trabalho assim, eu não tenho que retocar. Mas agora estão surgindo os primeiros frios brancos (risos), então eu sinto que daqui a um tempo talvez eu tenha que tingir a raiz. Mas enfim, é coisa da vida. Não tem como a gente evitar, não tem problema. Se tiver que ir no cabelereiro de 15 em 15 dias eu vou, não vai ser nenhum sacrifício (risos).

Quais dicas você dá para alguém que assim como você. Busca felicidade e sucesso tanto na vida pessoal quanto na profissional e quer seguir seus passos?
Olha, tem sempre uma coisa que eu falo: é muito difícil você dar uma dica porque as pessoas almejam coisas diferentes na vida né, assim, talvez alguém queira se dedicar mais a família, estar mais disponível pros filhos, então assim, depende muito. Mas uma coisa que eu acho importante, que eu acho que é uma mola propulsora assim pra vida é a gente nunca perder a capacidade de se deslumbrar. Eu acho que a vida tem que nos deslumbrar e a gente tem que deixar isso acontecer sabe? Olhar pro mundo com esse encantamento, com esse deslumbre. Seja numa viagem, seja num restaurante, seja num livro que você ta lendo, numa revista que você ta lendo, seja numa conversa que você ta tendo com seu marido ou seu filho. É lindo quando a gente consegue se deslumbrar, se emocionar, se deixar tocar por uma coisa, por um sabor, por uma história que te inspira. Então tentar saborear estes momentos porque  é assim que a gente cria repertório , é assim que a gente alimenta nossa vida emocional e espiritual também. E acho que isso que é a felicidade né, ter uma vida que te dê momentos de deslumbre e de curtição, de se emocionar  diante das coisas. Então é não perder essa capacidade de se deslumbrar de ter sua curiosidade atiçada, de te desafiar.


Tem como não se inspirar nessa moça? Cada vez mais amores. Espero que tenham gostado, e se quiserem sugerir pessoas para entrevistarmos, será legal.
Mil beijos
poneipam

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Look do dia: Saia rosa + Casaco cinza


Alô Alô pessoal. Como estão todos? Vocês de São Paulo estão amando esse friozinho igual eu? O bom é que não está frio demais e nem calor. Um clima maravilhoso. Teve um recesso no Colégio entre os dias 30 de abril e 5 de maio, fomos para SP. Acabei ficando doente e continuei lá para fazer exames e passar no médico. Como minha mãe está longe, é melhor passar com as minhas tias do que sozinha né? Permanecemos por lá durante o final de semana, e só nessa madrugada, nos últimos minutos do segundo tempo do domingo voltamos para o UNASP. Voltando ao assunto, as escolhas desse sábado foram essa camisa linda que a minha mãe mandou pra mim essa semana, uma saia rosa com um pequeno detalhe de couro MARAVILHOSA, meia calça preta, sandália Schuts preta e esse casaco cinza que apareceu no último look do dia que é quentinho, lindo e combina com tudo. Vocês vão perceber que teremos participações nas fotos de hoje.
Espero que tenham gostado. 
Mil beijos,
poneipam

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Look do dia: Saia longa com fenda maravilhosa


Sábado é o dia principal dos looks poderosos. Olhamos a previsão do tempo e estaria frio. O que aconteceu? Um sol e calor insuportáveis. Mantive a pose e apenas tirei a meia calça. Saia longa com uma fenda na lateral maravilhosa na qual sou apaixonada, camisa/blusa branca básica, casaco quentinho cinza e essa sandália maravilhosa da Zara. O dia foi super divertido e gravamos vários vídeos, talvez eles apareçam por aqui em algum momento. Espero que gostem.


 Mil beijos,
poneipam

quarta-feira, 6 de maio de 2015

O amor existe?


Amo filmes de romance. O mocinho que se apaixona pela mocinha e vice e versa. O principe encantado que sempre aparece para salvar a princesa. Mas e na vida real? Este amor existe? Posso ser sincera? Eu acho que não. Desculpa se você acredita e vive esse amor. Fico observando casais felizes e sorridentes e penso que eu nunca conseguirei viver dessa forma. Por que isso? Não faco ideia. Deve ser porque não consigo imaginar que esse sentimento que idealizei a partir dos desenhos e filmes aconteçna vida real. Que possa existir um cara que vai abrir a porta do carro para eu descer; que saiba cozinhar; que seja carinhoso na medida certa (nem de mais e nem de menos); que me dê sapatos e bolsas (por favor obrigada de nada)... Lógico que não penso só nisso e que é zueira, mas que o cara tem que ter caráter, carisma, ser cavalheiro e coisas que possam conquistar a garota todos os dias, como naquele filme "Como se fosse a primeira vez". Mas aquele amor que eu vejo na vida dos meus pais, dos meus primos e suas namoradas, é uma coisa distante e quase que "inexistente". Eu sei que existe porque vejo a felicidade deles, mas na minha vida isso não acontece. Agora. Quem sabe no futuro. Vai saber. Não posso dizer nada. Vou pegar uma bacia de pipoca e assistir um filme de amor, porque sonhar e torcer pelo casal principal não custa nada.

Um texto escrito com um turbilhão de pensamentos e sem noção de como ser bonito e inspirador.
Mil beijos,
poneipam

segunda-feira, 4 de maio de 2015

4 on 4 - Abril: SPFW

Alô alô já é Maio. Já se cansaram de fashion week? Desculpa mas ainda tem muita coisa. Abril foi um dos melhores meses do ano e foi super difícil escolher apenas quatro fotos. Por isso, escolhi a lojinha linda do FFW, lá no parque Cândido Portinari. 


1- caixa e logo com o nome da lojinha.
2- detalhes do letreiro, pote com porta-guardanapos e bandejas
3- enfeites de decoração e quadrinhos
4- lá tinha uma barbearia da pra acreditar? Incrível, e os caras também faziam chapéus na hora. Muito amor pelo SPFW 💕💕 
Não deixem de visitar o blog das amigas: ElisaJheni e a Jana
Mil Beijos,
poneipam
Copyright © 2015 Poneipam | Distributed By My Blogger Themes | Designed By Blokotka