terça-feira, 19 de maio de 2015

Entrevista da Semana: Giovana Michelato

Hoje é terça feira, dia de Entrevista. Sabe aquela pessoa super amável que só por ver as fotos da vontade de apertar? Essa é a Giovanna. Acompanho a moça a um certo tempo e com certeza é a pessoa que eu seria melhor amiga (risos eternos). Quem faz jornalismo tem um espaço no meu coração, então Gi (me sinto íntima, licença) você está aqui. Vem conferir um pouco mais sobre ela.
Você já estudou jornalismo, mas parou. Porque parou o curso e começou direito?
Eu sempre quis jornalismo, sempre foi bem claro na minha cabeça. Mas, quando cheguei no curso “quebrei a cara”… As matérias são legais, aprendi muita coisa, mas a grade do curso era meio “rasa”, não sei se faz sentido pra todo mundo, mas eu me sentia como se não estivesse aprendendo ou até me aprofundando no assunto, e olha que eu fazia parte de vários grupos de estudo. O jornalismo, em geral, não é o mesmo de 10 anos atrás, mas parece que as faculdades demoraram um pouquinho para entender isso e dar uma “atualizada” no curso. Acho que não só as universidades, mas todo o meio jornalistico vai ter que “se encontrar e se reinventar” nos próximos anos.
Direito sempre foi um curso que estava lá, em segunda opção, principalmente porque sempre me falaram que era um curso “pra quem gosta de ler e escrever”. A escolha foi meio natural, pedi transferência interna da PUC e eles deram, já que tinha umas notas boas em jornalismo, o que foi ótimo, porque não precisei fazer vestibular, haha (:

Não é comum encontrar blogueiras que não sejam jornalistas, publicitárias, ou não tenham profissão. Você aplica alguma coisa do seu curso no blog?
Escrever sempre foi bem natural pra mim, então acho que isso que me fez criar o blog, antes mesmo até de entrar em Jornalismo. Acho que acima de estudante de direito, eu sou uma pessoa que ama escrever! Mas, ainda que pareça meio difícil, eu acabo aplicando sim, o que aprendo. A Universidade me ensina muito, tanto sobre as leis, quanto a enxergar as coisas de outra forma, então, querendo ou não, acabo passando isso no blog!

Já passou por alguma situação divertida, marcante, por conta do blog?
Já! HAHA, eu sou muito tímida, toda vez que alguém que eu não conheço vem me falar do blog, que acompanha e/ou que gosta, eu dou uma travada e fico cheio de vergonha! Mas a situação mais marcante que lembro, foi em uma competição de direito que estava participando, que minha “oponente” disse que adorava o blog e me deu os parabéns. Foi um misto de vergonha e felicidade muito esquisito. Fico muito feliz quando lembro <3

Quando surgiu o seu amor por beleza e maquiagens?
Se eu falar que desde pequena eu fui vaidosa, é mentira. Nunca fui chegada em passar cremes e perfumes quando era pequena, mas, conforme foi crescendo e lendo sobre, acabei pegando amor pela coisa. Acho que devo isso à Julia Petit, um pouco, que me ensinou muita coisa, mesmo “de longe”. Comecei a ver os videos dela quando tinha uns 14/15 anos, já gostava de maquiagem, mas comecei a amar muito a partir daí…
Com o tempo fui entendendo que se cuidar, ou até se maquiar, é como um ritual com você mesma. É um tempinho do seu dia que você gasta pra dar “amor para você mesma”. 

Viagens são sempre maravilhosas. Qual a melhor experiência que você ja teve viajando?
Toda viagem é muito válida, mesmo aquelas que são para “ali do lado”, então guardo todas no meu coração, com muito amor e carinho <3 Em Chicago, vi neve pela primeira vez e foi muito emocionante; na Malásia aprendi respeitar as diferentes culturas e amar como o mundo é diferente; na Tailândia me coloquei em contato com a minha espiritualidade. Ah, é difícil falar de tudo, mas eu penso que experiências são as únicas coisas que não podem ser, de maneira alguma, tiradas de nós mesmas. Por isso sempre digo: viajar é um investimento eterno (:

Conte um pouco sobre as suas maiores paixões, incluindo girafas.
Eu me considero uma pessoa meio que guiada pelas emoções, sou meio “ou oito, ou oitenta”, meio ou amo ou odeio. Então é meio difícil falar sobre elas… Eu gosto muito de sentir, fazer coisas que tragam experiências e sensações novas, histórias para contar… Adoro escutar e contar histórias, acho que está aí a graça de viajar até: ver novas histórias. Também gosto muito de ler e de ver filmes, mas olha aí de novo: histórias! Conhecer é sempre fantástico!
Já sobre as girafas… Não sei muito bem como comecei a amá-las, mas elas são tão adoráveis e majestosas. E ela é uma animal muito respeitado na selva, mesmo não sendo forte ou violenta (já que ela não como outros animaizinhos, como o leão, por exemplo, faz!). Só sei que coleciono girafas há um tempão (e não pretendo parar, haha) e acabou virando uma “marca” minha: toda vez que meus amigos veem girafas lembram de mim!

Vocês podem acompanhar a moça nas redes sociais: TwitterFacebook e Blog
Se tiver alguém que vocês queiram saber um pouco mais, é só me avisar. 
Mil beijos,
poneipam

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2015 Poneipam | Distributed By My Blogger Themes | Designed By Blokotka